03 março, 2012

MEU EU GRITOU

Ainda tenho em mente todos aqueles dias que tentei me superar sem força para voltar.
Ainda tenho a certeza que tudo voltara a sua anormalidade. Alias o que e o normal? O que eu espero?


Certo dia em uma tarde em meio a idas e voltas da chuva e conversando comigo mesmo, surgiu a pergunta: 
O que eu estou esperando?
Tenho medo de que?
Será que tenho vergonha do que esta por vim?


E inacreditável as diversas perguntas que duraram a noite a fora e totalmente  sem sono. 
Que tal a partir de agora amar como se fosse o ultimo amor?
Que tal não ter medo dos passos que vem logo a seguir a este?
Que tal pedalar sem destino certo?
Que tal não temer ao presente?
Que tal tudo isso acontecer com um sorriso e para finalizar tudo isso 
nada de chorar. 


Mais para que tudo isso se vivemos em um agora preso a dor?


Joanderson Ribeiro
03.03.2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário