16 dezembro, 2011

MELHORAS INTERDITADAS


Nada de descrever amores que não existem, ou muito menos paixões avassaladoras como passos perante um caminho inaceitável que fui obrigado a traçar, porem quero falar da solidão que apavora meu coração deixando meu medo mais resistente quanto ao seu termino.
Quero deixar bem claro que ele e capaz de acabar de uma vez com aquela esperança que pareciam ser invencível, mais não são.
Quero deixar bem claro que todas estas palavras são verídicas de um coração determinado a aniquilar as esperanças de quem depositou em mim certas horas de extremas loucuras em um quarto escuro, que as vezes parenta azuis quando o céu. Loucura ou não, aqui estou eu, tentando equilibrar as verdades e as mentiras de longe, que às vezes estão mais perto do que sonhos que atravessam fronteiras.
Enquanto isso, ainda tenho medo do futuro, aquele que esta mais próximo do que a difícil missão de falar a verdade.


Joanderson Ribeiro
09.12.2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário