18 junho, 2011

TOLO INDEFESSO

Quem sou eu para escrever e descrever o tal do amor que as vezes se torna um remédio para os corações que não superam a dor de não ter. por outro lado e uma perfeição sem fim e as vezes sem precedentes de dor.
Sou mais um que habita no coração enganado. Sou mais um louco que ama o inevitável e ao mesmo tempo não tenho certeza do que poderia ser diferente, mais e correto afirmar que em poucas palavras sofro por um  sentimento que ate então era desconhecido ou sera que isso não passa de um gostar que me leva a varias insonias durante uma noite fria, assim como minhas mãos que congeladas estão.

Mais logo amanhece, mais ainda ficaram vestijios de um tempo que se tornou passado e mais esperanças de te ter novamente em meus braços... de doce somente estas palavras.

Amor tolo, arrebatador e ao mesmo tempo insignificante.


Joanderson Ribeiro 
18.06.2011


2 comentários:

  1. ficou muito legal mesmo irmão!!!!!
    ABRAÇÃO!!!!FICA COM DEUS.

    ResponderExcluir
  2. Como em um post meu: O amor é bom ou ruim?? Eis a questão!
    Parabéns pelas palavras descritas aqui. Boa Noite. Abraços

    ResponderExcluir