12 junho, 2011

SEMPRE EU

A Qualquer hora do dia tentarei sorrir para não chorar diante de uma realidade que até então era saborosa que se tornou um tormento sacana ou será que me desencontrei do seu coração destruidor? Não sei, mais ainda vivo e agora com alguns poucos pingos de esperança que se vai todas as vezes que tudo acaba quando fecho os olhos e assim durmo em sua presença.


Joanderson Ribeiro
12.06.2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TANTO QUE SIM

O inesperado e sempre tendencioso aos olhos humanos. O talvez é sempre uma prática do suposto sim com uma leve pitada do não. Ligeiramente...