12 junho, 2011

DOIS A UM

Muitas palavras são verdadeiras, mais a grande parte delas ainda se perde na distancia de dois seres humanos completamente envaidecidos pelos comentários contínuos feitos por dedos frágeis, mais processados pela mente que nunca para e muito menos deixa de sonhar enquanto certa noite ainda não acabou...

Indecência seria se não fossemos felizes, como as palavras que nunca morrem diariamente independentemente que quem seja.


Dois a um

Joanderson Ribeiro
12.06.2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário