22 maio, 2011

ATIRA-ME

Mesmo depois de varias palavras, algumas absurdas, me sentei do lado de fora  da minha casa e assim em segundos uma lágrima fez presença no meu rosto, mais era um pouco tarde, porque tudo aconteceu não na velocidade da luz, mais para que deixasse um pouco de saudade estrema, aquela que sempre engana e nunca falha.
Momentos absurdos gritam pela sua indefininção do dia a dia.

Objeto do meu desejo, nunca será superado pela inutilidade da sua presença.



Joanderson Ribeiro
22-05-2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário