01 abril, 2011

CONDENAÇÃO MUTUA

Nada me faz ter certeza que tudo voltara para o seu lugar de sempre, acho que estamos prontos para conhecer o mundo, agora de modo diferente sem se machucar, sem ter que esconder as lágrimas do dia-dia, ou sem ter certeza que um dia tudo acabara como o mar na praia.
O certo seria que todos fossem assim, mais poucos e são capazes de acreditar em um futuro melhor...

Acordei...

levantei e aniquilei minhas dores profundas...

Fui ser feliz, e não pretendo mais voltar para estas palavras...


Joanderson Ribeiro
01-04-2011

Um comentário:

TANTO QUE SIM

O inesperado e sempre tendencioso aos olhos humanos. O talvez é sempre uma prática do suposto sim com uma leve pitada do não. Ligeiramente...