16 março, 2011

EU POR EU

Muitas vezes pretendi o inevitável.
Outras sonhei de olhos abertos
mais muitas das vezes quis o incorreto.

Outras diversas vezes preferir amar quem não vejo
Ou quem não existe, como minhas palavras.

Em outro mundo não sou um louco,
porem sou mais um que não pegou o atestado de sanidade.

Será que minhas palavras tem razão?


Joanderson Ribeiro
16. 03. 2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TANTO QUE SIM

O inesperado e sempre tendencioso aos olhos humanos. O talvez é sempre uma prática do suposto sim com uma leve pitada do não. Ligeiramente...