27 janeiro, 2011

ANTES QUE HOJE

Assustadoramente ainda tenho forças para caminhar em um terreno desconhecido por mim, mais sei que passarei por ele, talvez com pequenos arranhões para poder aprender que nem tudo que falo e reconhecido por ouvidos destreinados que por eles, julgam e ainda me dão um sentença: MORTE
Minhas palavras que aqui estão são frutos de um desespero interno, um tipo de prisão que pretende me deixar mais apreensivo a cada minuto, mais a esperança ainda resiste a tantas injustiças que não são pacificadoras, mais fica aqui a certeza que nada derrubará minha palavras, mais forte que minha própria vida.

Assim calei-me e observei o que esta por vim, amanhã.

Joanderson Ribeiro
joandersonribeiro@r7.com
27.JAN.2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TANTO QUE SIM

O inesperado e sempre tendencioso aos olhos humanos. O talvez é sempre uma prática do suposto sim com uma leve pitada do não. Ligeiramente...