23 janeiro, 2011

ABSOLUTO

Tudo se foi, com um silencio que mata aquele ser humano que ainda ver pelas fotos a sua felicidade, aquela que vivenciou cada Segundo de milésimo.
Apagaram a luz do seu coração, e com certeza quem sente mais a falta da segurança e de um corpo para tocar nos dias frios, mais por outro lado ele sabe que nada e para sempre, nem mesmo seu amor que jurou por longas datas, para aquele outro ser humano.
Mais e chegada a hora da verdade, aquela que lutamos e relutamos para ter certeza que não existe nada ali, claro que ele pode ocultar aos seus olhos mais a vida lhe tratará de mostrar a ele a amarga realidade que pela qual não esta acostumado.
Foi-se tudo, o amor
Foi-se ate suas esperanças de um futuro bom, mais ele não reparou que ficaram suas forças para lutar agora com novos passos, e agora mais firmes.

Joanderson Ribeiro
joandersonribeiro@r7.com
23. JAN.2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TANTO QUE SIM

O inesperado e sempre tendencioso aos olhos humanos. O talvez é sempre uma prática do suposto sim com uma leve pitada do não. Ligeiramente...