28 agosto, 2010

SENTIMENTOS

Nada seria capaz de me tirar a esperança, aquela cansada de mim.
Escrevo em uma tarde fria, mais não chega ser gelada como seu coração.
Estive pensando em mim, em você e no mundo, tão grande e ao mesmo tempo perigoso.

Talvez estas palavras ninguém leia, mais o que realmente importa para mim sua felicidade, diante da infelicidade que nos rodeia prontamente para dar o bote de uma hora para outra.

Tantas vezes estive diante de muitas infelicidades suicidas, mais em minhas mãos tinha o meu direito de ser feliz, talvez se eu não pensasse assim a vida não estaria aqui escrevendo estas linhas desoladas uma das outras.

Sem medo do que vira por ai...

Sem ressentimentos a borda da vida, um navio que viaja em varias direções, e nós únicos tripulante e ao mesmo tempo capitão de todas as decisões tomadas dentro daquele magnífico navio que se chama vida.

Assim que amanhecer talvez eu conte meus sonhos para a realidade incomum entre varias linhas indecentes, uma especialidade entre nós; eu e a falta das verdades impertinente mais nunca desejada por mim, um rapaz simples como as palavras que são escritas por um tipo de coração vazio e mente cheia....


Poucas palavras com muitas verdades impertinentes.


Joanderson Ribeiro
28.AGS.2010

27 agosto, 2010

INACABADAO

Escultei hoje o vazio do meu coração.
Sem medo, sair correndo do mundo que me ajudava a sofrer

INACABADO

26 agosto, 2010

EU

Depois de logos dias, decici viver sem medo de chora.
Leventei-me da minha cama logo cedo e debrucei-me
sobre as mentiras que me contaram.
Pensando bem hoje e um dia atipico...

Viver, para viver!!!!

Joanderson Ribeiro
26.07.2010

24 agosto, 2010

RAPIDINHA!

"As veses o simples fato
de perder não quer dizer
nada quando temos como
aliado a força de vontade
que outros não tiveram".
Joanderson Ribeiro...
24.AGS.2010

22 agosto, 2010

RAPIDINHA

"Sem nessecidade faço destas as poucas palavras onde eu realmente necessito
de um pouco de verdades brutais, como por exemplo, que eu estou vivo".

Joanderson Ribeiro
22.AGS.2010

DITADO DO AMOR

Desejo
Infelicidade
Graças
Depois
Amanhã
Vem
Dia
Você
Incapacidade
sustentação
engano
aproximação
Intenção
Querer
Sonho
Voltas
Traiçao
beijos

Dadas estas palavra, que fizeram parte, hoje sobrou foi:
EU

Joanderson Ribeiro
22.AGS.2010

O TEMPO E VOCÊ

Muitas vezes te quiz...
Te tive.

Muitas vezes chorei...
Hoje o que restou foram meras lembranças de um passado nada bom.

Muitas vezes errei,
Aprendi aparte daquele momento que escultei um NÃO.

Muitas vezes corrir da felicidade..
Hoje se esconde de mim...

Por dizverssas vezes não te quiz,
Hoje desesperadamente, todos os dias tento
socorrer a minha esperança dela mesmo.
O que ficou depois disso tudo foram estilhaços
lançados contra meu peito em um mundo
completamente inrelevavel com erros que
até então eram continuos.

O que ficou foram estas palavras de um peito que pede socorro para o hoje.

Joanderson Ribeiro
22.AGS.2010

FALANDO DE VOCÊ.

Atravez das palavras aquele homem se esconde.
Grita por socorro
Cita seus erros, muitos.
Cria seu mundo
Dirige sua vida,
Mata seu passado.
Enloquece quando ha paz.
Finge gostar de suas experiencias, nada convencionais.
Agride a ponta pés suas feridas.
Ama amores que inesistentes.
Atropela sua felicidade.
Corre em direção contrária a opiniões.
Crita, chora, mais não se arrepende do que se foi.
O mais importante disso tudo, e estar vivo,
querendo novas experiancias,
para colocar em um papel que há pouco tempo atráz foi uma vida.
Cinseramente, as palavras aqui contidas são
francamente, de um homem indecente.

Palavras por palavaras aqui estãos bem seguras.

Joanderson Ribeiro
22.ags.2010

20 agosto, 2010

SOCORRO

Aquele rapaz e um bom rapaz,
capaz de matar por um amor.
Aquele rapaz e capaz de ser sacrificado por um beijo,
se mata pela saudade.
desqualifica o mundo, que lhe tanto da opções.

Mais nada será capaz de resgatar do fundo da
felicidade aquele ser humano embriagado pelo amor.

coragem existe, por isso lute.

Joanderson Ribeiro
20.agos.2010

14 agosto, 2010

A UM

Deleito-me do lado de fora do coração,
onde a dor e mais uma viagem inesquecivel
para minha vida que não para de passar por mim.
Deleito-me as vezes em mentiras maravilhosas,
chamada brutalmente por infelicidade.
Por mim deleitave-me sempre emcima do sol,
a fim ser aquecido, mais meras palavras estas
encoveniente? vamos dizer que tudo isso são
meros pensamentos fora da realidade, mais que
com certeza querem dizer algo, ou seja, que tem um sentindo.
Enquanto isso continuo deleitando-me sobre a paz que não existe.
Plenas palavras obvias como o vento que transpassa
um corpo cansado de caminhar em ireção oposta do que foi lhe dito.
Palavras por palavras deleitei-me em minha dor.
Joanderson Ribeiro
14.AGO.2010

11 agosto, 2010

"A esperança e sempre bem vinda a
um coração cheio de sonhos talvez para
você seje insignificante, mais pra mim e mais
um passo em direção ao meu viver mais intenso
em uma realidade que as vezes doi, cortante
como uma navalha e tão grande como o mundo.
Cinseramnte, viva sempre atraz da perfeição
mais tenha certeza que não a achará."
Joanderson Ribeiro
11 de agosto de 2010

04 agosto, 2010

EU, VOCÊ SOMOS NÓS

Em um momento tudo se passa.

Mais em um dia temos a certeza que podemos

mudar os passos errados que demos em algum tipo de direção.

As vezes temos medo do tentar, quando

teriamos quer ter pulsos fortes para a vida que

passa com uma rapidez que não temos.

Muitos de nós, choramos, quando era para sorrir.

Comteplar o prezente, sem medo do futuro...

Palavras chatas? então descarte sua vida,

mais elas ficaram aqui.



Sem mais para o momento.





Joanderson Ribeiro

04.08.2010

CONVERSANDO

Nada temos para ter certeza de sua insiginificancia perante
a vida que lá fora passa com uma rapidez insustentavel como
um pesso suficientemente para mim carregar.
Talvez se em vez de fugir eu podesse ser feliz como antes,
mais em contra partida, nunca esconderei o que eu sou realmente.
Sonhar e não ter medo do real.
Joanderson Ribeiro
04.08.2010

03 agosto, 2010

Estou sem palavras.
felicidade
medo, agonia desesperada
Algum tip de sentimento contrário ao seu.
Talvez se eu correse pelo bosque! não, naõ e uma boa idéia.
Se eu voltase no passdo e mudasse tudo.
Porém o tal do tudo e ao memso tempo um nada, um vazio existente, insignificante?

Continuando o que se foi, voltei de lá.
De mãos vazias, de coração apertado e passos inseguros... assim caminho
sem palavras, sem nada para escrever, mais ainda sim tento lutar pelas minha palavras.

Se foi,
Se veio,
_Não sei, você conseguiu mudar meus pensamentos, ainda querem acordar, forte e imbativéis.


Joanderson Ribeiro
03. 08. 2010

01 agosto, 2010

ANGUSTIANTE

Parado em frente a porta, ainda do lado de fora do coração, ainda tento entender ou aprender que na vida pedemos e ganhamos.
Perdi você, mais aprendi que na vida nem sempre temos o que queremos.
Passado inutil, faço-me um aprendiz quando se fala de amor.
Peralto, não me canso de não acreditar de perdi, qem sabe a graça por voçê.
Mas sim ainda caminho de um lado para o outro, atraz de uma resposta tambem inutil.
breve feridas.
Joanderson Ribeiro
01.08.2010.