21 novembro, 2010

DELINQÜÊNCIA

Por traz de grandes palavras
a sempre um ser humano que
corre do medo atropelando a sua
paz que tanto zelava, talvez por medo de
perder acabou de perder o total respeito
por sim mesmo, quando o assunto e amor.
Se amou, mais não a si mesmo....

Palavras que acabam de acordo com
seus sonhos por uma amor que
aniquila sua vida a cada segundo passado.

Findaram seu coração, mais ainda esta vivo
para saber o que vai acontecer no dia seguinte.

Um grande abraço, ser humano insuportável,
arrogante e impetuoso, mais meu.


Joanderson Ribeiro
21.11.2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TANTO QUE SIM

O inesperado e sempre tendencioso aos olhos humanos. O talvez é sempre uma prática do suposto sim com uma leve pitada do não. Ligeiramente...