29 setembro, 2010

SONHOS

Ainda hoje o sol me acordou sem brilho.
As flores, sem cor.
A rua sem ninguem passando.
Fazia frio, meus pés, congelavam.
Meu coração batia de modo acelerado, que respirava fundo.

O medo naquela hora o medo ja se estalava em meu olhos.
Lágrimas cairam no chão levando a esperança que faltou.

Mais logo percebi que estava era apenas sonhando.


Joanderosn Ribeiro
29.09.2010


Nenhum comentário:

Postar um comentário

TANTO QUE SIM

O inesperado e sempre tendencioso aos olhos humanos. O talvez é sempre uma prática do suposto sim com uma leve pitada do não. Ligeiramente...